Como escolher um controle de acesso para condomínios?

Com o aumento crítico da criminalidade, o investimento em segurança nas portarias dos condomínios  disparou. As ocorrências numerosas de invasões e roubos nos condomínios têm destacado a importância de garantir mais controle sobre o fluxo de pessoas do local.

Nesse cenário, o mercado tem apostado em desenvolver soluções cada vez mais eficientes e tecnológicas de controle de acesso para portarias condominiais. Em grande parte das vezes, porém, gestores e síndicos pecam ao não acompanhar novidades do segmento, mantendo equipamentos ultrapassados no condomínio.

Ter o sistema de controle de acesso ideal, transmite maior segurança e confiança para os seus clientes. Em meio às diversas opções e às necessidades de cada contexto condominial, a decisão do melhor software pode ser mesmo complexa. A seguir, reunimos dicas valiosas para ajudar a optar pelo sistema ideal, ampliando a segurança e a tranquilidade dos condôminos.

Qual é o papel de um sistema de controle de acesso?

Se reconhecimento facial e de voz, biometria e leitura da íris pareciam coisas de filme de ficção científica, hoje a tecnologia prova que esses recursos já são uma realidade. A definição é simples: sistemas de controle de acesso são tecnologias que restringem a entrada a um ambiente, garantindo a segurança de pessoas e bens, impedindo o fluxo de indivíduos não-autorizados.

De alarmes arcaicos e câmeras analógicas, o controle de acesso evoluiu para sistemas complexos que integram plataformas (como sensores de presença que acompanham o fluxo de pessoas em todas as áreas comuns e interfones conectados a câmeras de altíssima resolução). Hoje, softwares de alto nível para condomínios permitem cadastros riquíssimos em conteúdo, consultas sofisticadas e informações precisas sobre tudo que acontece nas portarias.

Como funciona o controle de acesso?

Para um condomínio, o sistema de controle de acesso vai monitorar a movimentação de pessoas nas áreas internas do prédio (entrada e saída), bem como o monitoramento da admissão de objetos. Isso é algo extremamente necessário para garantir a segurança dos moradores e a proteção do patrimônio.

Portanto, esse sistema de controle vai gerar relatórios com dados que indicam a assiduidade de cada funcionário cadastrado, a frequência que algum visitante ou até mesmo quando um prestador de serviços entra no condomínio e os horários relacionados a esse acesso.

O sistema também permite um monitoramento mais amplo dos horários do dia em que há uma maior movimentação do condomínio, considerando os dias da semana que isso acontece. Assim, é possível saber com precisão, em qualquer hora, a quantidade de pessoas que estão dentro do condomínio.

Os sistemas de controle encontrados no mercado hoje em dia são compostos por cartões de acesso, leitor biométrico, senhas para moradores, dentre outros. Esse kit fica responsável por fazer a leitura dos equipamentos de segurança e, dessa forma, liberar o acesso do usuário cadastrado.

As informações coletadas são enviadas para uma central de armazenamento e ficam em um servidor da web com segurança e eficiência. O condomínio consegue gerenciar esse sistema de forma remota, gerando os relatórios de acesso e também cadastrando novos usuários.

Quais erros você não deve cometer?

Veja o que você não deve fazer ao selecionar um sistema de controle de acesso para seu condomínio.

Escolher pelo menor preço

Você já conhece o ditado: o barato muitas vezes sai caro. Embora o valor seja um critério importante a ser considerado (variando de acordo com o orçamento do condomínio e da decisão dos condôminos sobre o investimento em segurança), não deve ser o único a guiar sua escolha.

Ir somente pelo preço pode ser um caminho rápido para contratar um software de qualidade suspeita, que pode apresentar problemas a longo prazo e até mesmo trazer prejuízos ao condomínio, colocando a segurança dos moradores em sério risco.

Powered by Rock Convert

Não verificar a confiabilidade da empresa contratada

Outro grande erro. É fundamental checar a reputação da empresa, a opinião de seus clientes e a qualidade dos recursos dos softwares que ela comercializa, além da especialização no segmento de condomínios e suas particularidades. Busque recomendações, estude os mercados atendidos pela empresa e acesse sites como o Reclame Aqui para fazer uma análise.

Não investigar se o sistema é efetivamente seguro

Além da importância da qualidade do próprio sistema, analise se a solução em questão de fato vai de encontro às necessidades do seu condomínio. Será que o sistema realmente vai garantir a segurança de moradores e funcionários no dia a dia? Quais são as funcionalidades? O sistema oferece um controle real sobre a portaria? Todas essas questões devem ser levantadas.

Por que avaliar as necessidades do condomínio?

Antes da modernização do controle de acesso da portaria, uma etapa fundamental é levantar os pontos críticos do condomínio, o que precisa ser melhorado e quais são as suas características principais. Toda essa análise vai influenciar diretamente o processo de escolha do software de controle ideal para sua realidade. Para entender as necessidades do condomínio, algumas perguntas importantes são:

  • Qual o volume do fluxo de pessoas no dia a dia?
  • Qual é a quantidade de funcionários?
  • Quanto a prestadores de serviços gerais, com qual frequência eles marcam presença no condomínio? Quais são os procedimentos de entrada para esse público?

Vale a pena destacar que o controle de acesso deve visar todo o fluxo de pessoas que circula no condomínio, incluindo entregadores, funcionários, visitantes, moradores, os referidos prestadores de serviços e qualquer pessoa que entre no local.

Por que analisar os recursos e diferenciais do sistema?

É fundamental que síndicos e gestores levantem as opções de sistemas e as estudem para apresentá-las nas assembleias de condomínio. Informe-se sobre a empresa fabricante, converse com outros síndicos e, acima de tudo, analise profundamente quais são os recursos disponibilizados pelo software.

Dentre funcionalidades importantes em um sistema de controle de acesso, podemos citar:

  • possibilidade de cadastros completos (e com captura de imagens) de todos os moradores, visitantes, prestadores de serviço, veículos, animais no condomínio, correspondências etc., permitindo rápida identificação e mais controle no acesso;
  • monitoramento do tempo de permanência na propriedade;
  • bloqueio de acesso por ocorrências;
  • identificação de visitante liberado;
  • cadastro de múltiplas unidades condominiais;
  • ferramenta de imagem para registro de fotos;
  • relatórios da movimentação na portaria;
  • resgate rápido de informações para acessos.

Quais são os benefícios do sistema de controle de acesso?

O controle de acesso em um condomínio traz diversos benefícios que influenciam na escolha desse sistema. Veja aqui quais são.

Segurança

De forma geral, o que mais motiva a implementação de um sistema de controle de acesso é a segurança, tanto do condomínio e dos moradores quanto dos funcionários, e essa acaba sendo uma excelente solução.

Com esse sistema você vai poder ter um controle mais abrangente de tudo o que se passa no condomínio. Vai saber se tem alguém estranho e desconhecido dentro da área interna do prédio e que pode de alguma forma colocar em risco as pessoas ou o patrimônio. Quando o acesso é permitido apenas para moradores, funcionados e visitantes previamente cadastrados, fica muito mais fácil manter a segurança do local.

Controle de Entregas

A entrada de objetos também é monitorado pelo sistema de controle de acessos. Isso acaba sendo extremamente vantajoso porque evita a perda desses objetos, pois as entregas serão cadastradas diretamente para o morador que é o destinatário. Com isso, fica mais fácil saber exatamente para quem é cada coisa que chegou, não entregando o objeto para o morador errado.

Controle de entrada e saída de carros

O controle de acessos não se limita apenas à entrada das pessoas que estão a pé, ele vai englobar também o trânsito de carros para dentro do prédio. Vai ser possível identificar cada veículo de cada morador ou funcionário, pois será feito um cadastro prévio deles, liberando a entrada ou saída apenas de automóveis conhecidos.

Quais são os softwares para controle de acesso?

Desenvolvidos pela Group Software, empresa que tem mais de 20 anos de experiência em portaria remota, o Portaria21 e o ARM Acessos são sistemas de controle de acesso de última geração, oferecendo tecnologia de ponta, facilidade de uso e segurança garantida para todos os perfis de condomínio.

Com alta taxa de satisfação entre os clientes, o Portaria21 reduz em até 99% as ocorrências que geram insegurança nos moradores, incluindo carros arranhados e pessoas desconhecidas na portaria ou áreas comuns do condomínio. Assim, um sistema de controle de acesso garante mais agilidade na liberação de pessoas autorizadas, mais privacidade e proteção aos moradores, além da automatização de processos no seu condomínio — seus condôminos agradecem.

E aí? O que achou do nosso conteúdo? Então, continue por aqui e veja mais sobre o Portaria21, um ótimo software para controle de acesso em condomínios!

×

Hello!

Click one of our representatives below to chat on WhatsApp or send us an email to operacoes@groupsoftware.com.br

× Como posso te ajudar?
Lei-de-Locaçãoconvivência em condomínios