Saiba como administrar condomínio de pequeno porte

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como administrar condomínio de pequeno porte. Ao contrário do que supõe o imaginário comum, essa pode não ser uma tarefa tão simples. Por ter um tamanho reduzido, a proximidade com os condôminos é maior e o nível de cobrança exige um preparo psicológico diferenciado.

Neste artigo mostramos a você quais são as características desse tipo de empreendimento. Você ficará a par de como realizar uma boa gestão mesmo tendo um menor número de condôminos. Lendo até o final, você descobrirá parceiros que podem ajudar nessa empreitada. Vamos lá?

Quais são as características de um condomínio pequeno?

Administrar um condomínio é tarefa que requer responsabilidade, seja ele pequeno ou grande. Normalmente, quando se fala no assunto, vem logo em mente os vultosos condomínios, que requerem grande profissionalização de serviços. Mas, e os condomínios menores, onde ficam nesse cenário?

Ao contrário do que se pensa, a cobrança das responsabilidades pode ser até maior na administração de um condomínio de pequeno porte. Isso porque, sendo o número de condôminos mais enxuto, a proximidade tende a ser maior. Assim, fica muito mais fácil fazer cobranças diárias quanto aos acontecimentos e às obrigações do local.

Devido a essa característica, sempre é indicado que a pessoa incumbida da responsabilidade de síndico seja paciente. Manter uma boa relação com todos é fundamental. Além disso, deve possuir uma boa capacidade de gestão financeira, pois o caixa desses condomínios tende a ser consideravelmente reduzido.

e book gesto financeira para condomniosPowered by Rock Convert

Como administrar condomínio de pequeno porte?

Para ter sucesso nessa missão, vale a pena observar algumas dicas. A seguir, listamos algumas orientações que podem ser aproveitadas por gestores de condomínios pequenos.

Capacidade de negociação

É importantíssimo que o síndico tenha capacidade de negociação. Essa pessoa estará em contato direto com inúmeros fornecedores. Dessa forma, convém contar com alguém que tenha habilidade em negócios, até mesmo para lidar com um caixa pequeno, que costuma precisar de mais prazo para alguns pagamentos.

Análise da terceirização

A terceirização de serviços do condomínio deve ser considerada como uma análise vital de todo o processo. Isso porque contar com uma equipe própria incorre em gastos fixos de cunho trabalhista. No entanto, se bem gerenciados, os serviços do condomínio podem ser delegados aos membros da equipe interna. Cada caso deve ser bem avaliado para saber se a terceirização vale a pena.

Administração profissional

Se não tiver alguém preparado e com tempo suficiente para assumir a tarefa de síndico, pode ser interessante considerar a contratação de um administrador de condomínios profissional profissional. Em condomínios de menor porte, é normal não encontrar um morador disponível para se dedicar à atividade. Nesses casos, não faz mal delegar para uma empresa terceira.

Saber como administrar condomínio de pequeno porte pode não ser tão trivial quanto parece. Algumas características são fundamentais, independentemente do tamanho do trabalho. Disciplina, capacidade de negociação e tempo são fatores essenciais para a realização dessa função. Dessa forma, ao pesquisar por qual administradora é a ideal para seu condomínio, é importante analisar o aparato tecnológico que ela possui, sendo que a utilização de sistemas para gestão de condomínios são diferenciais que propiciam um foco maior na operação do seu condomínio por parte da admistradora. Com a Group Software você encontra todos esses atributos e pode ter a gestão adequada ao seu condomínio.

Entre em contato conosco e conheça nosso serviços. Temos a solução adequada para você, seja qual for o tamanho do seu condomínio!

cta padroPowered by Rock Convert

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
assembleia virtualdesign sem nome 27 1
× Como posso te ajudar?